Índices de obesidade infantil aumenta todos os anos

Índices de obesidade infantil aumenta todos os anos

Está em busca de uma vida saudável para você e sua família, mas não sabe por onde começar? Queremos te ajudar a dar o primeiro passo, porque sabemos que agir por conta não é uma tarefa fácil.

Estamos vivendo épocas de sedentarismo, comodismo, obesidade mórbida em adultos e crianças e isso tudo é extremamente preocupante. Nossas crianças estão perdendo saúde, as brincadeiras de bola, de corda e na rua, perderam espaço para os encantos tecnológicos e virtuais. Para muitos pais, ter a criança em casa, debaixo dos olhos, é sinônimo de segurança. Mas, será que saudável? Será que elas estão emocionalmente bem?

Precisamos olhar com carinho para essa realidade! Nossos filhos necessitam de atenção, de resgate de antigas brincadeiras, de movimento e de socialização cara a cara (não precisam de amigos virtuais, precisam de amigos de verdade).

Um recente estudo divulgado pela Federação Mundial de Obesidade indicou que a cada ano aumentam os índices de obesidade infantil no mundo. A pesquisa estima que 268 milhões de crianças e adolescentes devam fazer parte deste número até o ano de 2025.

Nós pais, temos total responsabilidade com a saúde dos nossos pequenos, saúde física e emocional. Não feche seus olhos com medo de ver o problema, ao contrário, avalie o cenário e aja se tiver que agir.

Os pais são os maiores exemplos para os filhos. Acesso inadequado à comida saudável, falta de atividade física, pouco tempo de sono são as principais causas da obesidade infantil.

Não dê doces para seus filhos como demonstração de carinho. Uma criança obesa tem 50% de chance de se tornar um adulto obeso, alimentação balanceada é o 1º grande cuidado.

Depois deve vir a preocupação com atividade física. Seu filho precisa brincar, correr, pular, gastar energia. Nunca ouvimos tanto falar em crianças hiperativas, como nos dias atuais. Se você mora num lugar de pouca segurança e/ou pouca infraestrutura te convidamos a trazer seu pequeno para gastar energia aqui conosco, “dançando”.

Seja no ballet, no jazz, na ginástica rítmica, nas danças urbanas, etc seu filho será acolhido, inserido, cuidado. Aulas de dança combatem 3 males de uma só vez: sedentarismo, solidão e insegurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *